quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Marítimo quer a maior casa dos últimos quatro anos nos Barreiros para o dérbi de domingo


Por SÉRGIO FREITAS TEIXEIRA

Liga autorizou utilização da bancada nova inacabada para o jogo com o Nacional. Previsão é de casa cheia no estádio dos Barreiros, ou seja 4500 espetadores, na central e cabeceiras, mais 1000 adicionais. São mulheres participantes na Caminhada Solidária.

Se as condições meteorológicas assim o permitirem, o Estádio dos Barreiros poderá ter, este domingo, às 16 horas, no dérbi com o Nacional, a maior casa dos últimos quatro anos. Isto porque depois do arranque das obras no recinto, o que aconteceu em Agosto de 2009, o clube viu-se desde logo privado de utilizar cerca de metade da lotação do estádio. A construção da bancada nova, no antigo peão, assim o obrigou.

Desde então, 4500 espetadores tem sido o limite máximo dos Barreiros, um limite que tem sido atingido essencialmente nos jogos frente aos clubes grandes, assim como em alguns dérbis com o Nacional.

Para este reencontro com o clube da Choupana está já prevista casa cheia, acrescida de à volta de mais 1000 espetadores, ou espetadoras, isto na sequência da Caminhada pela Saúde, Paz e Direito à Vida dirigida às mulheres. Para já, e segundos dados recolhidos junto do clube verde-rubro, há já perto de 700 inscrições, sendo que o Marítimo espera juntar, no mínimo, mais 300 participantes até domingo.

Desta forma, a casa prevista é de 5500 espetadores para um jogo que vai ter uma moldura humana diferente dos últimos anos. Face ao atraso no recomeço das obras no "Caldeirão", a bancada nova ainda não está operacional, já que ainda não tem condições para tal, mas para este evento solidário a Liga de Clubes abriu uma exceção.

Esta sexta-feira, às 18 horas, será feita a apresentação oficial do evento, no Complexo do Marítimo, em Santo António. Uma ocasião onde serão apresentadas as madrinhas da caminhada.

Mulheres da Caminhada Solidária não pagam
Na Caminhada pela Saúde, Paz e Direito à Vida, por cada mulher participante (que não paga nada), o Marítimo despende 1 Euro para ajudar várias instituições de solidariedade - Centro da Mãe, Liga Portuguesa Contra o Cancro e Fundação Portuguesa “A Comunidade Contra a Sida “. Cada participante recebe uma t-shirt e terá direito a almoçar no estádio dos Barreiros, antes do dérbi.

O dia 8 deste mês, é também o dia da Imaculada Conceição, padroeira do Marítimo, daí também estar programado um vasto leque de atividades no complexo. A festa terá como ponto alto o Estádio dos Barreiros, onde não vão faltar as tradicionais barraquinhas de comes e bebes e muita animação.

Sem comentários:

Enviar um comentário